Category Archives: As histórias que os lugares contam

A Horta do Monte e os projectos paisagísticos

Venho agora da Horta do Monte, onde a paisagem é de crueza e obviedade em demasia. O mais evidente está a decorrer agora mesmo, uma “destruição pacífica”, como dizia uma fiscal da Câmara de Lisboa, de um espaço ocupado, de

A Horta do Monte e os projectos paisagísticos

Venho agora da Horta do Monte, onde a paisagem é de crueza e obviedade em demasia. O mais evidente está a decorrer agora mesmo, uma “destruição pacífica”, como dizia uma fiscal da Câmara de Lisboa, de um espaço ocupado, de

Carta de Evoramonte

Evoramonte, um dia de Maio de 2013 Queridos convidados: Sim, convidados, porque é disso que se trata…   um convite! Convite que se vai alargando a um número cada vez maior de pessoas. Um convite para estarmos juntos sem fazer nada

Carta de Evoramonte

Evoramonte, um dia de Maio de 2013 Queridos convidados: Sim, convidados, porque é disso que se trata…   um convite! Convite que se vai alargando a um número cada vez maior de pessoas. Um convite para estarmos juntos sem fazer nada

enquanto a rota rotou

escadinhas da bica grande frente ao 2. lá no alto aparecem e desaparecem uma parelha de rapazes ao telemóvel. estou sentada com um lado a escorrer para baixo e outro escada a cima. descendo enquanto subo. o careca está em

enquanto a rota rotou

escadinhas da bica grande frente ao 2. lá no alto aparecem e desaparecem uma parelha de rapazes ao telemóvel. estou sentada com um lado a escorrer para baixo e outro escada a cima. descendo enquanto subo. o careca está em

largo de são paulo entre o dia e a noite

largo de são paulo, 8 e 10 da noite, sentada no átrio da igreja, o corpo cheio de rua. candeeiros amarelos nos prédios em volta e os brancos no largo. o dia a escoar. pássaros. o mercado da ribeira aberto

largo de são paulo entre o dia e a noite

largo de são paulo, 8 e 10 da noite, sentada no átrio da igreja, o corpo cheio de rua. candeeiros amarelos nos prédios em volta e os brancos no largo. o dia a escoar. pássaros. o mercado da ribeira aberto

o resgate das oliveiras

Colocaram junto ao rio, bidons com terra e dentro aprisionaram oliveiras. Os bidons de diferentes cores ocupavam uma extensa área duma plataforma de alcatrão junto à água. As pessoas sentavam-se a rodear os bidons coloridos, pedaços de gente ao sol.

o resgate das oliveiras

Colocaram junto ao rio, bidons com terra e dentro aprisionaram oliveiras. Os bidons de diferentes cores ocupavam uma extensa área duma plataforma de alcatrão junto à água. As pessoas sentavam-se a rodear os bidons coloridos, pedaços de gente ao sol.

quase que se corre mas não se corre…

Cruzo o rio. Ou atravesso-o. Não sei. Alguma coisa acontece e passo para o outro lado. As pessoas quase que correm mas não correm. Apressam-se…parece que correm mas não correm. É como se tentassem correr mas há um movimento que

quase que se corre mas não se corre…

Cruzo o rio. Ou atravesso-o. Não sei. Alguma coisa acontece e passo para o outro lado. As pessoas quase que correm mas não correm. Apressam-se…parece que correm mas não correm. É como se tentassem correr mas há um movimento que

viagens

Há uma casa na rua de trás que foi vendida há pouco tempo e que tinha uma trepadeira. E entretanto uma nova família comprou a casa e vive lá. E a família dos vizinhos tem visitas que acabam de sair

viagens

Há uma casa na rua de trás que foi vendida há pouco tempo e que tinha uma trepadeira. E entretanto uma nova família comprou a casa e vive lá. E a família dos vizinhos tem visitas que acabam de sair