Category Archives: Uncategorized

o pavor das coisas serem mesmo o que são

está a terminar a temporada do pedras13, enquanto não pára de brotar a nova volta no carrossel, bem dizemos que o estar na rua só se intensifica a partir de janeiro mas a rua vive em-com as práticas que insistimos

o pavor das coisas serem mesmo o que são

está a terminar a temporada do pedras13, enquanto não pára de brotar a nova volta no carrossel, bem dizemos que o estar na rua só se intensifica a partir de janeiro mas a rua vive em-com as práticas que insistimos

A Horta do Monte e os projectos paisagísticos

Venho agora da Horta do Monte, onde a paisagem é de crueza e obviedade em demasia. O mais evidente está a decorrer agora mesmo, uma “destruição pacífica”, como dizia uma fiscal da Câmara de Lisboa, de um espaço ocupado, de

A Horta do Monte e os projectos paisagísticos

Venho agora da Horta do Monte, onde a paisagem é de crueza e obviedade em demasia. O mais evidente está a decorrer agora mesmo, uma “destruição pacífica”, como dizia uma fiscal da Câmara de Lisboa, de um espaço ocupado, de

estão neste momento a destruir a horta do monte

entraram as máquinas na horta do monte esta manhã, sá fernandes vai destruir a horta comunutária para criar uma horta comunitária. o espectáculo continua! é o pavor da força de existir e a vontade de confirmar que há forças muito

estão neste momento a destruir a horta do monte

entraram as máquinas na horta do monte esta manhã, sá fernandes vai destruir a horta comunutária para criar uma horta comunitária. o espectáculo continua! é o pavor da força de existir e a vontade de confirmar que há forças muito

Microbaile I começa na Rua Benformoso n.º 270

Os Urze de Lume (Ricardo Brito – na viola e na gaita de foles, o Tiago Matos na caixa e o José Marques no bombo e na viola campaniça) serão os grandes músicos do micro-baile I a começar no Bar da Dadá na sexta feira dia

Microbaile I começa na Rua Benformoso n.º 270

Os Urze de Lume (Ricardo Brito – na viola e na gaita de foles, o Tiago Matos na caixa e o José Marques no bombo e na viola campaniça) serão os grandes músicos do micro-baile I a começar no Bar da Dadá na sexta feira dia

Experiencia 14

Abandona o Cais do Sodre e vai no estudo, aquele estudo de gravação da stress-fm na rua das Janelas verdes. Pensa no que pensa, faz uns tempos que esta as voltas da estação e da Praça de Comercio,,, olhando, dançando,

Experiencia 14

Abandona o Cais do Sodre e vai no estudo, aquele estudo de gravação da stress-fm na rua das Janelas verdes. Pensa no que pensa, faz uns tempos que esta as voltas da estação e da Praça de Comercio,,, olhando, dançando,

Carta de Evoramonte

Evoramonte, um dia de Maio de 2013 Queridos convidados: Sim, convidados, porque é disso que se trata…   um convite! Convite que se vai alargando a um número cada vez maior de pessoas. Um convite para estarmos juntos sem fazer nada

Carta de Evoramonte

Evoramonte, um dia de Maio de 2013 Queridos convidados: Sim, convidados, porque é disso que se trata…   um convite! Convite que se vai alargando a um número cada vez maior de pessoas. Um convite para estarmos juntos sem fazer nada

pensar dançar rua

Tentar dizer o que não sabemos dizer tem vindo a ser uma prática continuada, ainda mais sabendo que quando dizemos aquilo, vamos continuar sem saber ou simplesmente enunciaremos um outro campo desconhecido. Olho muito longe e muito perto, aí onde

pensar dançar rua

Tentar dizer o que não sabemos dizer tem vindo a ser uma prática continuada, ainda mais sabendo que quando dizemos aquilo, vamos continuar sem saber ou simplesmente enunciaremos um outro campo desconhecido. Olho muito longe e muito perto, aí onde

enquanto a rota rotou

escadinhas da bica grande frente ao 2. lá no alto aparecem e desaparecem uma parelha de rapazes ao telemóvel. estou sentada com um lado a escorrer para baixo e outro escada a cima. descendo enquanto subo. o careca está em

enquanto a rota rotou

escadinhas da bica grande frente ao 2. lá no alto aparecem e desaparecem uma parelha de rapazes ao telemóvel. estou sentada com um lado a escorrer para baixo e outro escada a cima. descendo enquanto subo. o careca está em

largo de são paulo entre o dia e a noite

largo de são paulo, 8 e 10 da noite, sentada no átrio da igreja, o corpo cheio de rua. candeeiros amarelos nos prédios em volta e os brancos no largo. o dia a escoar. pássaros. o mercado da ribeira aberto

largo de são paulo entre o dia e a noite

largo de são paulo, 8 e 10 da noite, sentada no átrio da igreja, o corpo cheio de rua. candeeiros amarelos nos prédios em volta e os brancos no largo. o dia a escoar. pássaros. o mercado da ribeira aberto

Essa semana WALKING AND TALKING

Semana passada foi muito fixe compartilhar um pouquinho do processo com quem esteve na rota. Foi muito bom ensaio, novas e mesmas questões a serem trabalhadas e continuar e continuar. Essa semana na sexta estaremos a partir das 11:30h na

Essa semana WALKING AND TALKING

Semana passada foi muito fixe compartilhar um pouquinho do processo com quem esteve na rota. Foi muito bom ensaio, novas e mesmas questões a serem trabalhadas e continuar e continuar. Essa semana na sexta estaremos a partir das 11:30h na

o resgate das oliveiras

Colocaram junto ao rio, bidons com terra e dentro aprisionaram oliveiras. Os bidons de diferentes cores ocupavam uma extensa área duma plataforma de alcatrão junto à água. As pessoas sentavam-se a rodear os bidons coloridos, pedaços de gente ao sol.

o resgate das oliveiras

Colocaram junto ao rio, bidons com terra e dentro aprisionaram oliveiras. Os bidons de diferentes cores ocupavam uma extensa área duma plataforma de alcatrão junto à água. As pessoas sentavam-se a rodear os bidons coloridos, pedaços de gente ao sol.

Cais de Sodré – Estação – Walking and Talking | práticas similares para lugares diferentes

Castanhas gordurentas na mão de um senhor e rodinha de mala tranbicando no chão. Carteirinhas para o passe 50 cêntimos! E um homem muçulmano com um passo lento e cumprido a barulheira dos eléctricos. Uma zeta que diz metro na

Cais de Sodré – Estação – Walking and Talking | práticas similares para lugares diferentes

Castanhas gordurentas na mão de um senhor e rodinha de mala tranbicando no chão. Carteirinhas para o passe 50 cêntimos! E um homem muçulmano com um passo lento e cumprido a barulheira dos eléctricos. Uma zeta que diz metro na