hoje começamos revoando e preparamos amanhã

 hoje começa o festival pedras 13 com o jantarinho  e acampada revoada no largo da achada a partir das 19h30 e o filme “ensoñando realidades”às 21h30. a preparar a conversa de amanhã com boaventura sousa santos no largo de são domingos a graça e o álvaro escreveram estas linhas, boa viagem:
“Porque não nos revoltamos?” Conversa com Boaventura Sousa Santos
3 Julho, Largo de S. Domingos
Moderadores: Graça Passos, Álvaro Fonseca
Neste início do século XXI encontramo-nos numa encruzilhada. Um dos caminhos é guiado pelo medo, a violência, o sofrimento e a sede de poder e sabemos exactamente do que se trata. O outro é alumiado pela insistência em nos superarmos, em passar do confronto à cooperação, em passar do isolamento ao “fazer parte de”, em tomarmos nas mãos o destino na companhia de todos os outros organismos vivos. Este caminho é guiado pelo risco, pela confiança, pela alegria e pela determinação em manter a suspensão entre a morte do velho e o nascimento do novo, através do “não saber”. A mudança urgente que é necessário operar, dada a sua complexidade, precisa de tempo para maturar uma nova forma mas precisa também de uma acção urgente que impeça a consolidação do pesadelo que parece iminente. É preciso tempo, mas não há tempo. Sendo verdade, é também uma armadilha onde já não podemos ficar a descansar.
Esta conversa surgiu na sequência de contacto informal com Boaventura Sousa Santos (BSS) durante o lançamento do livro “A cor do tempo quando foge” (http://www.almedina.net/catalog/product_info.php?products_id=20629) em Dezembro de 2012. Na sua intervenção durante o lançamento, BSS fez uma síntese da actual situação política do país e interrogou-se sobre qual o nível de catástrofe que levará os portugueses a revoltarem-se. Referiu-se ainda à incapacidade das esquerdas em convergir numa alternativa credível, fruto em grande medida da falta de vontade dos partidos (parlamentares) em prescindir das suas agendas e abandonar as lutas partidárias, acordando para a nova realidade. BSS estendeu a sua análise à Europa referindo que os valores europeus não estão consolidados e realçando a importância da sua renovação, que teria muito a beneficiar com a riqueza das experiências recentes das lutas altermundistas de alguns países do ‘sul’. Torna-se cada vez mais evidente que cabe aos cidadãos tomar consciência da situação, refundar a democracia e reassumir o destino das suas comunidades, organizando-se em estruturas inovadoras e interventivas. Neste sentido BSS salientou que “O outro mundo possível só é possível neste mundo e não noutro”. No seu livro “Portugal: ensaio contra a autoflagelação” (Almedina, 2012: http://www.almedina.net/catalog/product_info.php?products_id=14709) BSS apresenta um diagnóstico lúcido do país que abre uma porta para sair da oscilação obsessiva entre sermos os melhores e os piores do mundo, que tem alimentado a impotência que nos caracteriza e de que tanto nos lamentamos. Nele apresenta propostas concretas para um novo rumo político que passam por descolonizar, desmercadorizar e democratizar, e sublinha que a atitude mais adequada para enfrentarmos os desafios actuais “consiste em estarmos muito conscientes das dificuldades com que nos confrontamos, mas recusarmo-nos a admitir que não há alternativas”, e que “a consciência das dificuldades impede o facilitismo, enquanto a consciência das alternativas impede a autoflagelação.”

One comment

  1. A mudança para obtenção de bom porto precisa de uma massa crítica que vá além dos reflexos culturais que condicionam e calcinam as mentes dos portugueses por muito tempo domesticados ao ‘mesmismo de sempre’ e à emigração.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: