Corpo praça-rio-vento

 

Continuo escrevendo os passos que me levaram até aqui, encontro o ritmo do meu andar no jorrar das palavras.

 

É so andar. E ao mesmo tempo é muito mais do que isto. É ver, ouvir, estar, cheirar, saborear cada instante, acompanhar os pequenos/grandes acontecimentos que se dão no agora. Um agora que a cada instante traz uma infinitude.

 

Está sempre alguma coisa a acontecer…estão sempre muitas coisas a acontecerem!!!

 

Acontece andar e afinar numa pulsação colectiva enquanto o sol-rio-vento não deixam de acontecer. Acontece uma senhora de saltos altos passar carregando dez sacos de papel, um carro verde lima parar no semaforo, um rapaz brincar com uma bola, duas raparigas tirarem uma fotografia, a minha trajectória se cruzar com as outras mil que vão sendo traçadas no tempo em que estou andando. Acontece reparar em duas cerejas caidas no chão e na sola de borracha que perdeu o seu sapato. Acontece ele virar a cabeça para perceber melhor o que é que se está a passar e acontecemos juntos.

 

Acontece um corpo que muda cada instante, abraçando a complexidade de estar/ser em relação, partilha, cumplicidade. Corpo praça – rio – vento – cabelos – luz – pomba – pedrinha – pés – turista – antenas – dúvidas – costas – sensações – criança – encontros – sombra – silêncio – agua – calças que apertam a barriga da perna – executivo – electrico – boca – trânsito – tempo – eu – nós

valentina

 

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: