sou a carrinha do senhor das madeiras na rua dos douradores

sou a carrinha do senhor das madeiras na rua dos douradores
moro na rua onde o fernando pessoa passava tantas vezes e se punha a ver gente a encaixotar e a desencaixotar.
coisas de cada dia, dia após dia. a poesia de ver através da cortina de chumbo da banalidade. a poesia de ver poesia.
a adega dos lombinhos tem 100 anos, é mais velha que eu, quando vim para cá já cá estava ela, simples e feliz. agora também vai fechar. aqui o caixoteiro também. tudo para a rua. vai o quarteirão todo!
ele faz caixas, de todos os tamanhos, às vezes caixas tão grandes que para subir o último degrau do buraco-cave e sair da porta são precisos 5 pessoas mais ou menos fortes ou 2 homens muitíssimo fortes e teimosos. ele e outro. ultimamente tenho acolhido uns visitantes que se sentam e conversam e almoçam e discutem, como se eu fosse uma esplanada.
estou a saborear ser um lugar.
ser uma casa.
acolho esta gente, oiço-lhes as conversas, as preocupações com o desnorte do estado, o carinho por todos nós que vamos vendo a nossa vida enxovalhada. oiço-lhes a actividade. a esperança por dentro dessa actividade.
não a esperança em algo que há-de vir, a esperança em algo que já está aqui, microscopicamente latejando. uma guerrilha imparável de acordar cada dia e não baixar os braços com o vandalismo político. com o ataque ambiental.
oiço-lhes a liberdade.
mora a liberdade aqui! e como sou carrinha levo-a a passear por onde me desloco.
a liberdade está a passar por aqui, penso eu enquanto levo as caixas do caixoteiro para outras moradas.
sofia

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: