Imagem

O braço vem do extremo dedo apontado
e abre-se na quilha agitando-se lá para trás
daí que o bico mergulha
a cauda levanta
e discute
os olhos brilham sempre
os olhos brilham sempre
As garras num galho
o corpo balouça balouça
para trás e para a frente
mas também de lado
e nesse caso as patas levantam-se
os olhos brilham sempre
os olhos brilham sempre
numa inquietude alegre

(escrito enquanto me preparava para o dia de homenagem ao Joaquim castro Caldas)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: