Como se adentra o conhecimento?

Uma especialidade que reconheço neste corpo que experiencio é que ele atravessa… ao contrário do meu equipamento “interrogatório” que se dirige às coisas tentando compreendê-las, o meu corpo relaciona-se com elas atravessando-as… é uma forma de conhecimento que não detém o que conhece. (Poderemos conceber um conhecimento que não detém o que conhece? Podemos pelo menos experimentar atravessá-lo!). Ontem  perguntei à susana se podia dizer algo que tivesse aprendido da sessão de corpo e escrita. E ela disse  qualquer coisa que eu guardei como: Aprendi que a sensação de descoberta me ensina muito mais do que o que realmente descubro. Hoje nas minhas caminhadas atrás dos pés escrevendo enquanto caminho escrevi assim “Quando estás na sensação do corpo, numa compreensão do corpo com o espaço, visitas os mesmos lugares sempre pela primeira vez”… é realmente muito forte e evidente esta consideração… este experimentar o atravessar, o encontro contínuo e deformante do corpo no entorno e do entorno no corpo… sempre uma sensação inaugural, pois se me apanho no próprio momento do momento da deformação da reconfiguração constante de fronteiras no durante o corpo que está ali enquanto está ali. Que conhecimento é este? Acho que é o próprio conhecer do adentramento… para nada, sobretudo para não ir até lugar nenhum, assim como atravessar não é percorrer uma distância entre dois pontos… quando digo atravessar é apanhar-me na espessura do espaço… na evidência que o espaço não é um tabuleiro sobre o qual caminho… quando digo adentrar digo lançar o corpo numa indagação enquanto experiencia atravessar… tudo o que emerge daqui é portanto inaugural, mesmo que seja a mesma frase palavra por palavra, o mesmo gesto deslocação por deslocação… quando ouço a sofia dizer inventar o que já existe relaciono muito com esta experiência. O conhecimento de que é a própria sensação de conhecer… a vertigem do que acontece pela primeira vez connosco intimamente implicados no acontecimento… é de uma alegria extraordinária… às vezes penso nas ginásticas que se fazem para fazer parecer que dominamos um assunto: “ah isso, bom…” ou “pois, esse fulano dizia umas coisas interessantes”… fazemos tanta força para que na nossa vida nada se inaugure… para que sejamos já donos de um conhecimento que na evidência de que não o temos substituímos pela aparência de o ter… lemos resumos do que queríamos ler, vivemos resumos de vidas do que queríamos viver, gostamos de resumos de coisas que queríamos ter gostado, conhecemos resumos do que gostaríamos de conhecer… e assim passamos uma vida em dívida pelo que nos falta ainda resumir, sem desconfiar que talvez o conhecimento esteja também no que lhe está à volta e não identifico com conhecimento… faço concentrados de conhecimento como faço concentrado de sumo de laranja… “só o melhor da laranja, só o que é verdadeiramente laranja dentro da laranja, também faço concentrados do conhecimento – só o melhor do conhecimento, o que é verdadeiramente conhecimento dentro do conhecimento, e acumulo máximas e tento chegar a fórmulas resolventes, a pílulas concentradas… descobrir um acesso inaugural a mim mesmo não é uma travessia seca a colectar o máximo de coisas no mínimo de espaço para que com essa posse possa inventar algo de nunca antes visto… é qualquer coisa que dá vontade de dizer assim: “então se queres inaugurar porque é que não inauguras?” “Então se queres  conhecer porque é que não conheces?” Basta adentrar o conhecimento… a porta está sempre aberta, mas raramente onde se acha que seria o lugar onde deveria estar… por isso não se podem fazer concentrados de adentramentos de conhecimento… podemos agradecer a descoberta de que é muito mais importante descobrir que o descobrimento. Como diz o Peter Hulton descobrir = a “uncover”, i.e. tirar a cobertura…

margarida

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: