quem canta seus males espanta e os carrocéis em são bento

fui cantar a grândola vila morena ao parlamento, não fui em representação de nada, fui cantar o que tem que ser cantado sempre. lá dentro nós, os que vemos a vida passar como no coro grego, não podemos mexer-nos nem dançar e cantar ((não como no coro grego). escusado será dizer que se as pessoas fossem mais frequentemente assistir a esta tragédia contemporânea, repleta de valores invertidos, de palavras vãs, de gente que não se ouve, de demarcações de território, eventualmente tomavam as rédeas do rumo das suas vidas e não confiavam que alguém esteja a tomar conta do país….

o senhor coelho a falar e nós a cantar

a polícia diz que temos sair e saímos cantando

à saída lá estavam as pessoas dos carrocéis que não arredam pé há 39 dias(hoje há 40)

não são do circo, são das festas e romarias, os cartazes que ali estão são o papel que encontram e aproveitam para escrever o que sentem que precisa ser lido….e não há dinheiro para comprar outro papel
a mulher do homem do poço da morte diz que não é a pessoa indicada para falar mas que as coisas assim não podem ser. o marido agora já tem 83 anos, já não faz o poço da morte, está agora no pavilhão de espelhos, mas agora está tudo parado. já várias festas as contactaram mas agora não podemos trabalhar.
o senhor amândio diz que também não é a pessoa indicada, oferece-me um copo de vinho do porto. a música grita “passos coelho! isto é gamar com style!”
fico incomodada por ter estado lá dentro no parlamento a ouvir palavras ocas em que só os dos respectivos partidos aplaudem o que os “seus” dizem, ter estado a cantar grândola lado a lado com pessoas que respeito muito e depois esse movimento não se estender aqui para o lado destas outras pessoas que também respeito muito e que não dormem em casa há mais de um mês porque querem continuar  a trabalhar e não podem…
continuando
agora querem faturação detalhada, mas como é que numa festa ou numa romaria vou estar a passar recibos de 50 cêntimos….e a subida do IVA de 6 para 23%! nós andamos com um camião tractor a pagar classe 4 com reboque ou só com o tractor, além do IVA ainda emos 30% de despesas, imposto de selo, pagamos o mesmo do que uma empresa normal de trasnportes só que esses fazem meio milhão de km e nós fazemos aí uns 5 mil….
nós aqui somos da APED, diz a francisca, é uma associação de empresas de diversão. oras se só há 2 no país inteiro porque é que fazem uma lei assim sem nos ouvirem?
nós só queremos continuar  a trabalhar, não queremos subsídios, mas assim estamos completamente imobilizados. vamos ficar aqui até 28 de fevereiro, não conseguimos viver assim, se calhar depois ainda ficamos mais um mês, alguma coisa vai ter que acontecer
e o meteorito a passar ao largo
a vida a jorrar de força!
sigo pela rota
a vida na rua
rua
estou a ver estou!
sofiaDSCF1151

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: