relaciones

a relaçao que estabelezco com a caneca, o corpo Susana-caneca ja nao è o mesmo que o corpo Susana-chao. a relaçao Susana-Gonçalo nao è a mesma que a relaçao Susana-Bernardo, o respeito pela caneca è o respeito pelo Be è o respeito pelo coqero.
muitas relaçoes se perden pela falta de respeito. ao longo do dia o corpo fica ausentado de muitas relaçoes, que assim nao chegan a acontecer. ficando tudo uma maranha de tecidos sem texer, sem presentarse, fica tudo barulhoso sem o valor de estar a acompanhar.

a relaçao existe sem ter que fazer nada para ela acontecer. ela acontece. observo. è acompanhar a relaçao. respeita-la.
respeitar a relaçao sem compararla. sem cair em existir por comparaçao, iste è um trabalho no que me vejo uma e outra vez.
existir por existir, establecer relaçoes estableciendolas, relaçao que nasce do pulsar dos corpos no encontro, nao a relaçao que nasce da comparaçao, de querer ter tambèn isto, querer ser tambèn isso.

dançar abre o corazòn, abre de maneira que o amor se expande. dançar abre o corazòn, se cheia de amor. um corpo en estado de dança è um corpo que inevitavelmente ama.
è um corazòn amante das relaçoes.

Susana

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: