1ª conversa para nada, dia 19 de outubro

vinhamos de um exercício de dança no cem e tinhamos a seguir uma conversa-bodystorm e um ensaio. por entre fazer-acontecer aqui-assim e fazer-acontecer aqui-assim esgueirámo-nos com os banquinhos para os arcos do martim moniz e dispusémo-nos a abrir um espaço de estar para nada.são formas pulsantes, pululantes, permeáveis, móveis, inagarráveis…e é curioso como estes outros corpos que vamos sendo afinam com esses outros corpos que cada umaum vai sendo, seja gente, seja chuva, seja estigma, seja trânsito

sofia

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: