quase que se corre mas não se corre…

Cruzo o rio. Ou atravesso-o. Não sei. Alguma coisa acontece e passo para o outro lado.

As pessoas quase que correm mas não correm. Apressam-se…parece que correm mas não correm. É como se tentassem correr mas há um movimento que as puxa para trás. Terá outro nome pois não é correr…ééééé…não sei…e ao mesmo tempo andam atrás umas das outras! o movimento propaga-se! Sei que nas formigas são as feromonas que activam este processo mas nas pessoas não sei o que é! O meu irmão diz-me muitas vezes: “parecem formigas!!” todas umas atrás das outras. Mas vão atrás de quê? e porque é que andam sempre apressadas? quase que correm mas…

A cidade está agitada neste quase que se corre mas não se corre. Uma necessidade que não se concretiza ou um desejo que fica por concretizar? Há uma vontade de correr, de chegar, de ir e depois…

Quero mesmo correr? O que estará no final da corrida? A cidade quer mesmo correr?

É um movimento de avanço que não recua mas que também não avança tanto como parece que vai avançar…avança…um pouco…mas…

E amanhã acontecerá o mesmo. E no outro dia igual. E depois outra vez!! corre-se mas não se corre o suficiente para se estar a correr!

Ana Estevens

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: